Planejar é agir !

Vivemos em um momento da história onde tudo acontece de forma tão rápida que nem se quer percebemos o tempo passar. Na vida dos negócios isso não é diferente, e com essa precipitação de acontecimentos, acabamos tomando decisões empresariais em circunstâncias conturbadas.

Para sobreviver a estes frenéticos acontecimentos, torna-se imprescindível uma boa dose de planejamento.

Nós, os ocidentais, estávamos acostumados com os tempos de crise, de inflação oscilante minuto a minuto, onde qualquer demora na decisão representava prejuízos incalculáveis, portanto aprendemos a tomar decisões rápidas sem muito refletir, certamente foi nesse momento em que a expressão de Benjamin Franklin tornou-se ainda mais consagrada: “tempo é dinheiro”; hoje estamos aprendendo com a sabedoria ocidental que sempre prezou por um ócio reflexivo e extremamente útil antes de qualquer decisão.

Atualmente, o planeta exige de nós, meros mortais, a estruturação diária de nossas atividades, desde as mais simples às mais complexas, e até mesmo no campo religioso é possível reconhecermos a expressão planejamento.

O planejamento é uma ferramenta administrativa e, como afirma o escritor José de Paiva Netto, administrar é chegar antes. Não podemos imaginar as grandes conquistas da humanidade sem o uso dos princípios da administração. Pense na construção das pirâmides do Egito ou da muralha da China, entre outras, sem as ferramentas da administração (possivelmente naquele momento da história a palavra não era conhecida, mas o processo era devidamente executado). Portanto, planejar é justamente preparar-se para a batalha, é antecipar-se aos acontecimentos. Quando ocorre a execução de um planejamento, nosso horizonte de tempo de previsão aumenta consideravelmente, e a previsibilidade é fundamental para garantir o alcance dos objetivos pré-estabelecidos.

O professor Victor Meyer Jr afirma que o planejamento apoia o processo decisório, e traz maior racionalidade às decisões na organização, bem como orienta as ações nesta. Portanto, tal ferramenta administrativa surge para dar um senso de direção às empresas, identificando objetivos, táticas e metas necessárias para se alcançar o objetivo geral pré-definido. Neste contexto, planejar, é tracejar os caminhos a serem percorridos pela empresa, tornando possível alcançar sua missão.

É sabido que muitos dos empresários preferem trabalhar apagando incêndio no seu dia-a-dia dos negócios, justificando-se que o planejamento estratégico toma muito tempo e, Franklin ensina: tempo é dinheiro. Contudo é possível perceber nitidamente a transformação que ocorre após um processo bem conduzido de planejamento. O planejamento é uma maneira de pensar antes de agir intempestivamente e também uma forma de conduzir a empresa para o futuro que se almeja.

Para a adequada execução de um planejamento estratégico são apresentas 7 etapas claramente definidas (as etapas abaixo foram apresentadas nesta disposição pelo SEBRAE PR):
Definir: Visão e Missão do negócio

1-Analisar o ambiente externo
2-Analisar o ambiente interno
3-Analisar a situação atual
4-Definir objetivos e metas
5-Formular e implementar a estratégia
6-Gerar Feedback e controlar

Você não precisa ser um pleno conhecedor de todos os detalhes, porém ter noção de como funciona é importante. Faça uma análise e perceberá os resultados, antes inimagináveis, que poderá alcançar.

 

Por Hebert Pedroso

contato@hebertpedroso.com.br

DEIXE SEU EMAIL E RECEBA NOSSAS
NOVIDADES E INFORMATIVOS
Telefones:
(35) 3531-5393
(35) 98871-4511
Endereço:
Av. Monsenhor Felipe, 316 - Vila Dalva
São Sebastião Do Paraíso - MG
CEP: 37.950-000
E-mail:
contato@grupocontrole.eco.br